Joaquim Tiago

O que Jesus quer dos seus díscipulos? Culpá-los por agirem como eram, por seus erros?

Qual foi o ensino de Cristo com seus dicípulos? Que tipo de julgamento foi elaborado nas palavras do bom mestre para que seus seguidores mudassem suas vidas? A acusação foi o tom dos diálogos?

Os discípulos de Cristo sabem que os valores ensinado por seu Mestre não é um sistema de culpa nem mesmo de condenação.

O que você faz quando sabe que errou?

Convivemos diarimente com a culpa, o sentimento de erro.

Isso se transforma rapidamente em pesadelo e ficamos atorduados.

É neste momento que aparece um sentimento chamado remorso de remuer, de tortura psicológica. Por exemplo: quando nos fastamos com uma comiga bem gostosa a ponto de passarmos mal, logo vem aquela vóz nos dizendo – você exagerou mais uma vez! E essa voz não cala, a não ser que já houve uma calterização, uma permanecia no estado condenatório consciênte. Mas quando de fato já estamos bem mal e depois da voz não se ir embora, começamos a nos torturar e nos remoer nos culpando, nos remoendo atravéz do remorso.

Nos culpamos todos os dia e por vários motivos.

O que Deus quer de nós? O que Jesus quer dos seus díscipulos?

Aprendemos com Paulo em sua segunda carta aos Corintios no cap. 5.17 que Jesus foi a nossa culpa. Ele levou a nossa culpa na cruz e já não há mais condenação para os que estão ligados a Ele.

O que Deus quer de nós quando erramos e vacilamos não é nenhum tipo de culpa, condenação ou ficar se remoendo. Mesmo que normalmente venha todos esses sentimentos para quem possuie um superego ou consciência funcionando direitinho e algumas neuroses a mais.

Jesus Cristo quer de nós o ARREPENDIMENTO!

O arrependimento não é nenhum remorso, não é aquele o sentimento que fica se remoendo a vida toda até virar um vício louco. Como já disse meu amigo e companheiro de caminho, Chicão: “Fazer as mesma coisas esperando resultado diferente é insanidade”.

Temos que abrir a consciência para a mudança.

Arrependimento no grego é “metanóia”, significa mudança de mente, mudança de atitude interior, em seu uso original é a expansão da mente, da consciência. Trocando em miudos é a atiude de tomar consciência de algo e agir para que seja feito alguma coisa.

Na carta ao Romanos 12.1,2 Paulo novamente ensina sobre a sadia renovação mudando a maneira de pensar atravéz de uma atitude de sacrifício, um sacrifício vivo dos pensamentos que nos remoe na culpa e no erro.

Se não acontecer uma mudança não adianta somente o sentimento de culpa, a mesma não pode ficar sozinho, precisa do arrependimento.

E como mudar?

Logo depois da culpa e do remorso vem a dúvida e o medo e aqui é necessário algo fundamental – o amor!

Precisamos amar a Jesus Cristo e nesse amor viver o arrependimento. É a mudança rolando sem medo de mudar.

Deus não vai ficar fazendo medo em nós, Jesus não ficou com aquele discurso do medo com seus díscipuos colocando eles em dúvida, não é esse pensamento que quer de nós. A dúvida e o medo são as raízes profundas da ansiedade crônica.

Toda mudança começa com um passo, se você quer se deslocar de onde esta de os primeiros passos em direção oposta ao pecado, ao erro. Um passo já é uma distância a menos de onde você se encontrava.

Jesus Cristo não quer que tenhamos um sentimento de vergonha, errou meu amigo, agora é hora de mudar, de tomar uma atitude em relação ao que você fez e Deus vai lhe ajudar.

É preciso mudar, não gostamos muito de mudanças, tomamos mais atitudes que nos agrada e que gostamos e só agimos corretamente quando somos obrigado. Mas Cristo em nós é a esperança da glória (Gl 4.19), Cristo vive em nós essa é nossa esperânça.

Lembre-se: Não tenha medo de mudar, o amor vai lançar fora esse medo quando amamos a Deus mais do que a culpa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s