O que é a natureza humana?

Na mais simplis definição, é algo muito estranho.

A natureza humana é dotada de paixões, vontades, pensamentos, vícios e desordenanças, mesmos os mais doutrinados, mesmo os mais reconhecidos de zelo.

Capazes de amar e odiar ao mesmo tempo em alguns segundos, preparados para construir e destruir o mundo e a pessoa ao lado, tão capaz de se amar até se destruir por completo.

Naturalmente que ao longo da vida fomos apredendo maneiras de se esconder, maneiras de disfarçar quem somos. Somos especialistas em formas da camuflagem com nossos adereços sociais bem aceitos. Naturalmente vamos mal.

Quem de fato somos para saber o que de fato queremos?

Estranhos nesse jogo do poder e da aceitação, estranhos para cada um, falamos a linguagem que convem, a que vende mais, a que nos tornas cooparticipantes do diálogo em que precisamos de aceitação. Estranhos e perdidos em mundo sufocado por imagens disfuncionais, ilusão de ótica, ilusão natural quem não revela o que é essa natureza confusa.

A humana natureza é o humano longe, bem longe do seu criador, é esse espelho em que me vejo e que religiosamente posso ver muitos outros que se esconde de quem é em um pano de fundo que lhe da aval para parecer quem deseja ser, mas nunca foi.

O que faço para ser aceito socialmente, quando sou cobrado moralmente em uma ambiente de estranhos, naturalmente escondidos nos costumes culturais que me da um ingresso que comprei?

Eu finjo que sou bom, começo acreditar que realmente sou uma pessoal muito boa, até me orgulho da bondade que a mim, vinda de mim mesmo, posso até abrir uma concorrência com Deus.

Uma natureza adâmica, um precedente de pura independência, de pura vontade própria por que agora sei os caminhos que devo tomar, já sei o que devo fazer pra assim aparecer no meio das estrelas. “Eu tenho o poder porque eu me salvei de não ser tão ruim, de não ser pecador como os que vejo por ai”.

Essas pessoas estranhas tem o prazer de zelar pelos bons costumes e se deliciar pela desgraça de quem os não pratica, do tipo: “bem feito filho pródigo, quem mandou você gastar tudo com a mulherada, com a vida e com os farristas.”

Pessoas estranhas que no mesmo momento em que dizem hosana ao rei já mudam o coro e dizem crucifique esse bastardo louco que fica comendo com os cobradores de impostos. Naturalmente estranho ter medo do preconceito, não ser aceito e o pior não se aceitar de fato. Quem não se aceita se cobra, como cobrará ao outro, geralmente não com a boandade que prega, mas com a maldade com que julga.

Quem somos nós?

“Miserável homem eu que sou! Quem me libertará do corpo sujeito a esta morte?” Romanos 7:24

Precisamos mudar de natureza e não muitas vezes de religião.

Anúncios

2 comentários sobre “Pessoas Estranhas

  1. Lindo seu texto amigo. Recentemente li alguns textos de Santo Agostinho, no livro autobiográfico Confissiones ou Confissões, são texto iluminados, e a maneira que Agostinho fala a respeito do amor é tocante. Em alguns pontos se identificam muito com seu texto. Para o autor o amor é um peso, porém ele ressalta que nem todo peso puxa para baixo, os pesos cumprem seus próprios percursos. O peso do fogo é para o alto, da pedra para baixo, e do amor para para o seu repouso, ou seja o amor deve procurar o bem, a verdade, e a Verdade é Deus, mas esse amor pode seguir um caminho mal, e nesse sentido jamais encontrará seu descanso. Forte abraço amigo, e assim que estiver fazendo seus desenhos sobre a pele me avise, beijão na família.

    Curtir

    1. Meu amigo Delor, seu comentário é uma maravilhosa graça!
      Ser comparado a Agostinho é muito de muito para mim, mas valeu mesmo!
      Pode deixar que assim que estiver riscando entro emcontato meu caro.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s