O sustento da sua vida, a sustentabilidade da sua vida integral, a permanência saudável da vida emocional e até mesmo física. O que nos manterá de pé para que não caia, não somente o corpo no chão, mas o sentido de ser.
O que pode sustentar um casamento, uma família, um romance, uma construção, uma amizade, o sustento financeiro, o emprego, o folego e o caminho? O que pode sustentar uma comunidade, uma igreja? Como já diz o ditado popular – “De boas intensões o inferno esta cheio”.
Não há nada nesse mundo que permanece mais, tudo esta passando muito rápido e vida vai se tornando cada vez mais efêmera, mais insustentável, como já cantava o poeta Cazuza – “Eu vejo o futuro repetir o passado / Eu vejo um museu de grandes novidades / O tempo não para / Não para, não, não para”.
Optamos quase sempre pelo viável porque é fácil e menos sacrificial, não conseguimos mais permanecer em longos hábitos, eternas palavras, queremos resolver rápido, consumir e preencher o impermanente estomago dos desejos o que termina com uma ação insolúvel e frustante, logo depois o vazio novamente invade o ser.
Eu sei que você esta ocupado de mais – quem não esta? Sei que você esta sem tempo, o tempo é uma prisão, sei que você não tem tempo a perder por causa da correria pelo viável mundo dos mortos onde as coisas não permanece, ajuntado tesouro e construindo uma casa em cima do monte de areia. Mesmo sem tempo existe algo dentro de nós que anceia pelo que é eterno, sempre.
O evangelho de João no capítulo 15 narra as palavras de Jesus Cristo usando o exemplo onde ele a videira e seu Pai é o agricultor e onde os ramos para sobreviverem devem PERMANECER NELE para que viva e de fruto, a não permanência levará ao corte para secar e ser queimada.
“Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor. Todo ramo que, estando em mim, não dá fruto, ele corta; e todo que dá fruto ele poda, para que dê mais fruto ainda. Vocês já estão limpos, pela palavra que lhes tenho falado. Permaneçam em mim, e eu permanecerei em vocês. Nenhum ramo pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira. Vocês também não podem dar fruto, se não permanecerem em mim. Eu sou a videira; vocês são os ramos. Se alguém permanecer em mim e eu nele, esse dá muito fruto; pois sem mim vocês não podem fazer coisa alguma. Se alguém não permanecer em mim, será como o ramo que é jogado fora e seca. Tais ramos são apanhados, lançados ao fogo e queimados.”João 15:1-6
Tudo vai passar e bem rápido, mas palavras de Cristo não (Mc 13.31). Se sua permanência não for em Cristo, você viverá apenas com o viável e incompleto mundo perdendo o que eterno.
Em Cristo aprendemos somos nova pessoa com uma nova natureza, não mais a de Adão e sim da oração, do perdão e do amor.

Nele
Joaquim Tiago Bill

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s