Banksy artwork

Ser famoso deve ter suas vantagens, inclui-se aqui na fama principalmente as redes sociais, mesmo depois de morrer a pessoa pode ter seu desejo eternizado e de forma trágica não ir descansar. Luxuria capital.

Redes sociais expõe e amplia cada vez mais o lado podre de uma sociedade postada, curtida e compartilhada (fatiada).

“Quem não sonhou em ser um jogador de futebol” (Skank) ou quem pelo menos não sonhou em ter um minuto de atenção e fama, mesmo usando a bizarrice e a desgraça alheia. Os livres fins acabam justificando todos os meios de liberdade no uso das moderníssimas funções do (i)Smartphone, o que faz do seu constante uso uma paranoia coletiva.

Usuários adoecidos pelo condicionamento psíquico são obrigados a aproveitar cada pedaço da vida para gravar, fotografar e filmar aquele momento, mesmo ele sendo desnecessário, é a exposição da ostentação e da irrelevância.

Dantesco sentimento, uma verdadeira disposição mental reprovável. Privacidade para momentos individualistas e esquizofrenia para mostrar a fatia do que se chama de sucesso.

Agora nem os mortos podem descansar mais, e da bizarrice da fama em busca de atenção e ser eternizado, vale qualquer curtida, compartilhada e postar-se ao lado do defunto reconhecido, que pode causar a fama fúnebre, mesmo sendo de forma trágica.

Com tudo isso, quem vai descansar em paz?

Joaquim Tiago Bill

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s