caminho 1

Porque não queremos perder a vida enquanto estamos tentando ganhá-la?

Ganhar a vida é o que tentamos todos os dias quando vamos para luta, ganhar o pão de cada dia na disputa pela sobrevivência. Ganhar a vida ou da vida para vencer na lida com dignidade.

Você já ganhou sua vida e já se deu por satisfeito ou ainda esta no desafio e na tentativa constante?

O que seria de fato ganhar a vida nos padrões que conhecemos e no contexto cultural em que (sobre) vivemos? Um bom salário que garanta pelo menos um plano de saúde regular, um novo carro popular, os filhos em boa escola e uma “casa minha vida” para chamar de nosso canto, tudo isso com emprego que não tem risco, emprego estável como os almejados de função pública, os concursados.

Felicidades da classe média brasileira que esta ganhando a vida pode passar por aqueles que conseguiram uma televisão de 72 polegadas, ar condicionado no quarto, smartphone, internet banda larga e TV por assinatura, algumas idas ao shopping e quem sabe uma viagem para o nordeste brasileiro ou um pacote promocional para um país Latino-americana. Tenho nada contra, o que se pode fazer para o bem estar da vida de todos deve ser feito.

É justificável o mérito de quem luta para ganhar a vida, ou os atos comprovam o que se ganhou tentando ter uma vida modesta. Quando lutamos para ganhar a vida sem perdê-la é porque amamos viver. Amamos nossa vida e não queremos de forma alguma perder nada do que ela pode nos oferecer.

A sobrevivência também trava uma luta contra a morte, nosso organismo tem essa dinâmica ao combater um câncer, uma inflamação, uma enxaqueca e outros males que nos assolam. Travamos uma luta com nossa consciência, não aceitamos a realidade do mal e a transformação das circunstâncias pela violência.

Ganhar a vida é a tentativa que nos leva a vê-la salva, estamos tentando ganhá-la porque não queremos perdê-la e para não perde temos que vencer. O que é ganhar a própria vida em um grande mundo perdido? Existem pessoas que vão passar pela existência tentando salvar-se e no fim tudo ainda estará tentando existir. Nessa luta pela sobrevivência nesse mundo inóspito estamos nos matando.

Se fosse o contrário o que faríamos? E se para ganharmos a vida tivéssemos que dar um fim a todo o sistema que nos ensina como devemos fazer para ganhá-la? Quem sabe o que é a vida e que sentido ela deveria ter para que tenhamos realmente um ganho? Que luta é essa que estamos lutando? O que pode realmente justificar uma vida? Tudo que conseguimos e toda luta vencida e as melhores justificativas podem um dia deixar de ser.

A vida aqui se perde porque estamos cada um individualmente lutando para salvar a si mesmo, para não se perder estamos nos contendo, economizando e miseravelmente não compartilhando. Quando precisam de nós para sobreviver vendemos em condições. Estamos nos protegendo das ameaças e dos riscos que cada um representa na concorrência diária de quem também esta nessa disputa. Isso que se faz não é vida, é a morte das coisas que nos usam das quais precisamos ser para existirmos.

Neste sistema que tenta ganhar e preservar a vida para não perdê-la já se perdeu, adoeceu e pode esta morrendo lutando contra todos para salvar a si.

Quem poderá nos socorrer de nós mesmo?

Joaquim Tiago Bill

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s