Poucas coisas neste mundo em crise produzem vida e todo ser vivo infelizmente está condenado a morrer. O humano tornou a existência desumana. Os seres que apenas vivem em causa própria perdeu a causa da vida e assim abraçaram a recompensa da morte. Nossa maior crise é a de sobrevivência. Sobrevive aqui neste sistema a lei do mais forte, do mais belo, do mais importante, do que possui posses ou dos que são possuídos por todas elas. Como já bem cantou o poeta – “O povo foge da ignorância apesar de viver bem perto dela”. Com tantos recursos para a vida em um planeta que deveria ser um jardim ainda tristemente assistimos muitas mortes, somos vítimas da desumanidade vigente. A crise do ser humano desumano está nele insistir existir do Eterno existente.

“Aqui esta um resumo de tudo: assim como uma única pessoa errou e nos deixou todo esse problemão com o pecado e a morte, também uma única pessoa fez o que era certo e nos livrou de tudo isso. Mais que apenas nos livrar do problema, ele nos trouxe para a vida! Um homem disse não a Deus e afundou muita gente no erro; outro homem disse sim a Deus e consertou tudo o que estava errado.” (Romanos 5.18-19)

Joaquim Tiago Bill

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s