O que podemos ser agora?

capa-devocionalise

“E as coisa que vão acontecer amanhã? Ninguém se lembrará delas também. Você acha que será lembrado? Pode esquecer!” (Eclesiastes 1.1-11)

Se tem algo que gostaria muito de saber esse é o amanhã. Queria muito prever o futuro da minha vida e das pessoas que amo. Quando olho para frente e tento enxergar só vejo nuvens e previsões com garantia em certezas que carrego. Algumas certezas são exatas conseqüências e outras conseqüências da sorte, do mistério e da vida que se descobre.

O passar do tempo é feito de uma construção chamada esperança ou pessimismo. Quem espera, espera o quê? O melhor de forma melhor? Ou já não espera e tenta viver no amanhã sem conhecer o presente? O presente já é um grande susto, ou a grande falta do melhor daquilo que já foi. O que pode vir daqui alguns momentos, alguns dias?

A coisa que vão acontecer amanhã ninguém lembrará… Férias inesquecíveis, amores perdidos, a sensação do primeiro trago, da primeira vez, de abrir a embalagem do presente. Quando o amanhã se revelar, tudo que vai ficar é apenas o que pode continuar. Esperar não é nada fácil quando já não podemos ficar preso ao que já foi. Não podemos fazer novamente o que nunca mais virá. O que podemos fazer agora?

Ser tudo! Ser agora a vida que sabe onde tem esperança. Nessa esperança o que ficar com o passado lembre-se que tudo foi feito para que a vida seja a certeza no Eterno.

Joaquim Tiago

29/01/16

 

Anúncios

O que restou da vida?

capa-devocionalise

“O que resta de uma vida inteira de trabalho sofrido? Uma geração passa e outra geração chega, mas nada muda – é sempre a mesma coisa.” (Eclesiastes 1.1-11)

Trabalhamos para receber o emprego e o emprego geralmente não faz do trabalho seus planos. “Meus amigos todos estão procurando emprego” (Legião). O que afinal queremos ganhar, qual a recompensa e que salário buscamos?

Sonhamos com a fortuna, o sistema nos faz almejar o que não vai permanecer e todo o trabalho pode perder o sentido, logo teremos que nos ocupar ainda mais, aumentar a carga de horário, aumentar a forma de ganhar, aumentar a forma de ser recompensado para poder usufruir de tudo que sou obrigado. Estamos construindo uma fabrica de coisas que nos usarão como ferramentas da construção de coisas que nos ocuparão para fabricar o mundo de coisas que serão descartadas para ser usadas pelo lixo tóxico de um mundo que sustenta uma fabrica de coisas que são apenas coisas que perderão sua função se não estiverem nos usando como coisas.

O trabalho tem que ser feito, mas ele não é apenas uma coisa da vida, a vida da trabalho para ser quem se deve. Perder o sentido da sua vocação quando estamos ocupados intensamente tentando ganhar o mundo virou uma coisa só, coisas que vão se perder. A vida inteira pode ser feita com o trabalho de quem nasceu para cumprir sua missão ou quem apenas veio para ser a coisa que já se perdeu na ultima recompensa e não no legado que não termina porque a causa da vida deve ser continuada.

Joaquim Tiago

28/01/16

Gastando os olhos que já não enxergam

capa-devocionalise

“Será que os olhos não casam de ver nem os ouvidos de ouvir? O que foi será novamente, o que aconteceu acontecerá de novo.” (Eclesiastes 1.1-11)

O que chama nossa atenção, desperta nosso olhar? As passagens de todas as coisas? Quando tentamos contemplar uma obra de arte e não vemos além do ilustrado seu significado, ficamos na superfície das pinceladas, da impressão.

O que assistimos esta passando, o que vemos já foi presente e se tornou história. O filme que passou pode despertar um sentimento de que não vimos tudo ou vimos os bastante do que já não é e não foi e nunca será. A beleza na maquiagem será lavada, borrada e acabará. Se a imagem que temos não nos dá significado é porque passou como passa a água que caminha para seu destino, como as fotos de quem um dia foi bonito para um tempo e feio para o outro, uma foto de onde se esteve, mas hoje e nunca vai esta.

Os olhos cansados estão gastos e estão turvos, embaçados e não consegue mais enxergar. Uma cegueira que o deus deste século conseguiu vendar. Os olhos habituados a invejar, odiar e desejar o que não tem e o que não é seu só vê o que não existe e o que já passou. Feche seus olhos, apague as luzes do seu celular e de outros meios de passagens e tenta olhar o que esta dentro, a que existe na imagem interior, o que existe dentro onde ninguém pode ver e só você.

Joaquim Tiago

27/01/16

Gastando a vida sem sentido

capa-devocionalise

“O que foi será novamente, o que aconteceu acontecerá de novo. Não há nada de novo nesse mundo.” (Eclesiastes 1.1-11)

As novelas repetem as mesmas histórias e os dramas são os mesmo em cada culto. Cantamos as mesmas musicas e a comunicação já não é do mesmo jeito, mas é são as mesmas vozes de maneiras em que são contadas, a mesma forma de conhecimento da vida do outro não é outra historia.

Novidade quando alguém consegue surpreender com o belo presente e a presença que temos é de uma mudança de natureza que sofre, mas o sofrimento já vem acontecendo desde o dia em que a terra foi amaldiçoada com toda sorte do pecado do homem.

Novo neste mundo é quando ele não sofre com o mal de todo mundo. A novidade da vida esta no contrário de como a vida segue o sistema normal de todas as coisas. Como dar a volta no que é o mesmo? A mesma coisa é deixar tudo ser normais como pessoas das novelas, das mesmas histórias que vivem de drama. O culto da vida pode ser o outro, desde que não sejamos mais os mesmos.

Joaquim Tiago Bill

26/01/16

Um sentido para gastar a vida

capa-devocionalise

“É tudo um tédio só! É uma mesmice sem tamanho! Nada tem sentido! (Eclesiastes 1.1-11)

A ilusão da vida e a vida que é uma ilusão. O que podemos esperar da vida quando tudo que esperamos já não é tão real.  O que vai mudar tão rápido, o tempo muda, mas nem tudo muda como imaginamos. A vida é a mesma e o que pode afinal fazer diferença?

Na busca de sentido quando olhas para a vida que segue seu curso o que pode fazer sentido quando não há nada de novo neste mundo. O que pode dar sentido a essa vida quando vejo que todos os sentidos são os mesmos. O sábio depois de viver o bastante se colocou a buscar o verdadeiro sentido para vida, depois de poder experimentar tudo que sua vida pode lhe oferecer e conhecer a seu tempo.

“Se alguém grita: ‘isso é novo!’, Não se anime – é a mesma velha historia.”(Ec 1.2-11). O que podemos fazer quando nos lembramos do que aconteceu ontem e de fato como saberemos do que acontecerá amanhã. Vivemos uma grande ilusão, gastamos a vida com o que não existe, porém fica chamando nossa existência a ser, o ser vazio.

Joaquim Tiago Bill

25/01/16

Como você vai gastar sua vida?

slacklines

“Elimine a causa e o efeito cessa.” (Miguel de Cervantes)

Existem formas de conhecermos as pessoas e uma bem funcional é quando usamos nomes comuns agregados ao que fazem da vida, por exemplo: Você conhece seu José? Qual José? O José carpinteiro. Você conhece a dona Maria? Qual? Dona Maria esposa do José Carpinteiro.

Somos também o que realizamos com o que somos.

Deus presenteou a humanidade com pessoas dons, ele não apenas concedeu dons as pessoas, mas pessoas que são dons, são talentos, suas características se confundem com quem são.

O dom é um presente de Deus, uma capacitação, pessoas nascem com preferências naturais, todo dom pode ser aperfeiçoado. O dom é algo que poucos tende-se melhor para realizar uma função. O talento é o jeito que temos para realizar algo especial.

Temos o relato bíblico sobre uma comunidade muito rica em pessoas dons, a comunidade de Coríntios. Uma comunidade com muitas manifestações (1Co 12). Porém, nessa mesma comunidade houve muitos problemas por conta da imaturidade (1Co 3.1-3), vaidades, invejas. No mesmo ambiente onde havia muitos talentos, também havia muita imaturidade pessoal e com isso foram perdendo o propósito de ser, por também perderem a causa, perderem o que definia a causa da existência de como gastar sua vida.

Para que serve um dom?

Qual a utilidade de um talento?

Qual a causa de uma vida?

Onde gastar a vida?

A humanidade vive seus graves e grandes problemas com pessoas que apenas sobrevivem em causa própria. A única causa da vida que incomoda as pessoas no geral e chama a sua atenção são as vaidades pessoais e o usufruto de um sistema econômico para estar bem sucedido segundo o que o consumindo prescreve, segundo o que o mercado dita. E para piorar a situação temos também o mercado gospel que acaba operando pela causa do próprio mercado.

As maiores crises existenciais estão latentes dentro dos que gastam sua vida na inutilidade de pensamentos vazios.

Pessoas não perdem o dom, pessoas podem tentar esquecer, enterrar, tentar ignorar, mas não tem como perdê-lo. O fato é como iremos usá-los, como gastar a vida no que somos realizando a vida. Conheci recentemente um missionário que gasta seus talentos e sua vida em desastres de proporções enormes, tragédias como terremotos, furacões. O missionário sabe trabalhar com ferramentas pesadas para cortar metais, ferros retorcidos, quebrar concretos e encontrar pessoas em escombros.

Nossos problemas, não são os talentos, a genialidades de alguns, a forma como o compositor escreve a música ou como o açougueiro faz o corte da carne, nossos problemas não é com o talento de quem sabe liderar e administrar, o problema maior é quando ele descarrega todo seu poder de liderança para o tráfico, para o contrabando, ou para corromper parlamentares.

Nossos maiores problemas é o que faremos com nossos dons, isto é, onde gastaremos o que nascemos para realizar e fazer, onde gastaremos nossas vidas.

Esse foi o maior problema da comunidade de Coríntios, vejo isso em outras comunidades bem talentosas dos dias atuais e cabe aqui a mesma exortação de Paulo “A cada Cristão é dado algo a fazer, que mostre como Deus é: todos ganham, todos são beneficiados.” (1Co 12.7)

Joaquim Tiago Bill

18/01/16

O que esperar de 2016?

caminhando 2016

Quando falamos em esperar, falamos no presente olhando para o futuro?

Indagamos o futuro prevendo algumas situações com base em informações que temos e formulamos. As informações podem vir da base do medo, da angustia e da ansiedade.

Não temos certezas que nos garanta tudo que imaginamos, mesmo assim gostamos de ficar com a cabeça no que virá. Todo ser humano é limitado e esta aqui no presente.

O que te espera em mais um ano? O que você espera do futuro?

Nós somos movidos por esperança, pelo vislumbrar do que esperamos acontecer – o sonho, a insistência, a realização, a construção, a projeção, a criação e o desconhecido.

Quando a esperança escorre de nossas mãos como areia a vida também vai se desfazendo, vamos perdendo o futuro mesmo que ainda nem o temos. Ficando sem o presente e vazio de grandes motivos para continuar.

Você quer um presente para seu próximo futuro? Saiba em quem esperar! Tudo nessa vida já falhou inclusive nossas mais importantes estatísticas desenhando o futuro. Deus é o dono da história.

Os que confiam e submetem suas vidas a Deus pai de Jesus Cristo sabe ter esperança, sabe como se dará do seu grande futuro. O poder de Deus esta vivendo em todos os que o temem, o Espírito de Deus vive dentro dos seus filhos. A grande missão dos filhos de Deus é construir e sinalizar o Reino de Justiça. A vida dos filhos de Deus é um dom e segue um propósito até que Jesus Cristo volte e o concretize, implante definitivamente o seu Reino.

Os maiores pessimistas podem confabular e filosofar, pensar nessa esperança como uma grande ilusão, uma forma de sobreviver em meio ao caos. Cristo afirmou que o caminho era o amor, não deu ordem aos seus anjos, antes pelo contrário se entregou. Os doutores da lei também já via essa história como uma grande ilusão e que não ia resolver aqueles grandes problemas.

Os que não têm mais esperança só conseguem viver o medo, o medo só é vencido no amor. Só acredita quem ama verdadeiramente (1Jo 4.18). Como o amor pode vencer esse mundo? O amor nesse mundo foi esfriado, esta sendo arrancado porque a maldade foi espalhada. A maldade esta tão grande, tão dentro das pessoas, faz as pessoas tão indiferentes onde o amor foi esfriado, o medo dilacerado e a esperança minada.

Os que confiam no Senhor são pessoas de fé, a fé não é mágica que tira coelhos do chapéu, a fé é transformação de pessoas em homens e mulheres JUSTOS, porque somente os justos viverão pela fé (Rm 1.17). O Reino será herdado por humildes e justos. Todo pecado é uma injustiça contra o Reino de Deus e o próximo.

Se você tem esperança você tem fé e a fé em Deus é ter certeza de que receberemos as coisas que não conseguimos ver, mas sabemos que elas são reais e por isso devem ser cumpridas, toda forma de justiça devem ser praticada (Hb 11). Foi pela fé que pessoas sacrificaram a própria vida na esperança de cumprir seu propósito. Noé, Abraão, Isaque, Jacó, José, Moisés, Gideão, Baraque, Sansão, Jefté, Davi, Samuel, Pedro, Tiago, João, Paulo e quanto outros e o próprio Senhor Jesus Cristo.

O que esperamos de 2016 é o que Deus espera de nós, um mundo mais justo com pessoas justas. Seja justo com sua família, seja justo com a sua vida, seja justo com o próximo, seja justo com Deus que vive dentro de você. Toda justiça aqui é um milagre, quando a justiça aflora estamos distribuindo direitos e como Cristo, buscando o direito do outro sacrificando o nosso em benefício da vida. Em nossas maiores previsões vemos um mundo de muita injustiça, porém dentro do Reino e de nossa família, para os que vivem da fé, um pequeno mundo de justiça, de misericórdia e sem pecado.

Assim temos esperança, porque somos a esperança de justiça para todos.

O que Deus espera de você em 2016?

“De tudo o que se tem ouvido, o fim é: Teme a Deus, e guarda os seus mandamentos; porque isto é o dever de todo o homem. Porque Deus há de trazer a juízo toda a obra, e até tudo o que está encoberto, quer seja bom, quer seja mau.” (Eclesiastes 12:13,14)

Joaquim Tiago Bill

(01/01/2016)