Acostumados com os rótulos, eles tentam definir o que se trata o conteúdo da embalagem.
Os rótulos faz parte da apresentação, da aparência, dos sentimentos que provocam, da cor e principalmente servem para facilitar a mensagem e conquistar o cliente, o consumidor.
Quem lê apenas rótulos e marcas confia e em quase todos casos não tem conhecimento do que esta ingerindo ou do que se trata o conteúdo assim denominado. Rótulos é mais prático para entender, conhecer do que se trata aquilo ou aquele da mais trabalho, mais leitura e aproximação.
Por falta de discernimento, preguiça e pela busca infernal de uma boa aparência acontece sempre a rotulação. Quase tudo é rotulado, o que feio pela concorrência, o que é bonito pelo dono de si.
É necessário pensar quem é o “beberrão”, o “que senta com os cobradores de impostos”, o “negão”, a “bicha”, o “vagabundo”, o “pecador”, a “feia”, o “esquerdopata”, o “rico”, o “pobre miserável”, o “fascista”, o “reacionário”, o “idealista”, a pessoa “feliz que se deu bem”, quem nunca “fracassou”, o bem “sucedido”, o “sucesso”.
É necessário ler além do que se vê, o que é um refrigerante e o que é “Coca-Cola”, e o que realmente “mata” a sede.
Infelizmente esse é um enorme desafio e estamos longe de resolver, longe do conhecimento de fato e ai é mais fácil interpretar pelo que se vê, o sentimento que desperta para efetuar a compra ou rotular a concorrência.
O consumidor fica feliz adquirindo aquilo que desejou.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s