sentido da vida

“Nesta vida sem sentido eu já vi de tudo: um justo que morreu apesar da sua justiça, e um ímpio que teve vida longa apesar da sua impiedade.” (Eclesiastes 7.15).
 
A vida do grande rei e o homem mais sábio do mundo se tornou sem sentido mesmo depois de conquistar e ter o poder de possuir o que sua existência lhe permite-se.
 
Para o homem mais poderoso do mundo na sua época histórica tudo se esvaziou rapidamente. A vida é uma passagem rápida e dependendo da situação pode se tornar uma passagem sem rumo, um passagem perdida.
 
Para o escritor existencialista decidir sobre a vida e qual o seu lugar é a grande pergunta fundamental da filosofia.
“O suicídio é a grande questão filosófica de nosso tempo, decidir se a vida merece ou não ser vivida é responder a uma pergunta fundamental da filosofia.” (Albert Camus)
 
O sentido dessa vida é a grande reflexão que flutua entre todos mesmo depois de tantos anos nessa terra tentando buscar a resposta.
 
A vida precisa de um sentido? Quem sou eu, de onde eu vim e para onde vou? Essa base que sustenta nossa existência esta entre nós e busca se firmar, mesmo sendo soprada de outras formas nos ouvido e na disputa entre o ter e o ser.
 
Já ouvi de um sábio que não estamos mais em uma época de mudanças, e sim, em uma mudança de época, mudança da era. Diante desses fatos é necessário voltar à origem, a origem da vida e do seu Criador para entender novamente o seu propósito da criação.
 
Joaquim Tiago Bill

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s